Por que contar duas vezes a mesma história?